martes, 27 de diciembre de 2016

SAO JOSÉ

SAO JOSE

São José Esporte Clube (nascido como "Esporte Clube São José”) é um tradicional clube de futebol de São José dos Campos, da região do Vale do Paraíba, estado de São Paulo.
Fundado em 13 de agosto de 1933, suas cores são o azul, o amarelo e o branco. Seu melhor momento no futebol ocorreu em 1989, ano em que foi vice-campeão do Paulistão, vice-campeão do Brasileiro Série B e ainda conquistou diversos torneios regionais em uma vitoriosa excursão pela Europa.
Nome               São José Esporte Clube
Alcunhas         Águia do Vale
Mascote           Águia
Fundação        13 de agosto de 1933 (82 anos)[1]
Estádio            Martins Pereira
Capacidade     16.500[2]
CIDADE DE SAO JOSÉ DOS CAMPOS

História do Sao José
No dia 13 de agosto de 1933, o esportista Galiano Alves fundou o Esporte Clube São José, nascendo de uma dissidência da Associação Esportiva São José (Clube da cidade que possui a equipe de basquete São José Basketball), que naquela época possuía alguns dos principais jogadores do futebol amador da cidade. A equipe se manteve participando de torneios amadores em São José dos Campos durante trinta e um anos até se profissionalizar no dia 8 de março de 1964, ano em que sagrou-se campeão da terceira divisão paulista (equivalente a atual Série B1-A), após passar pela Bancária de Fernandópolis, logo na primeira temporada como time profissional.
Naquela época o time também era chamado pelos torcedores apenas de "Esporte". Em 1965, o Esporte Clube São José conseguiu o segundo título e acesso consecutivo, ao derrotar o Orlândia por 2 a 1 e garantir o título da segunda divisão (equivalente a atual Série A-3 do Campeonato Paulista). Com isso, o "Formigão do Vale", como também era chamado naquela época, pôde participar pela primeira vez em sua história da divisão de acesso do Campeonato Paulista (equivalente a atual Série A-2), em 1966.
Em sua primeira fase, o clube utilizava um uniforme com camisas pretas, listas verticais brancas e calções pretos (semelhante ao segundo uniforme do Corinthians) e atuava no Estádio da Rua Antônio Saes, onde posteriormente foi construído o prédio do Supermercado Jumbo-Eletro e atualmente funciona um templo da Igreja Universal do Reino de Deus. O atual Estádio Martins Pereira só seria inaugurado em 1970. Em 1972, a equipe chegou a ser campeã da Primeira Divisão (divisão de acesso), empatando em 0 a 0 com o Garça, na cidade do adversário, mas naquele ano o campeonato não dava direito a acesso à Divisão Especial (divisão de elite e atual Série A1).
A HISTORIA DA ÁGUIA DO VALE

O time profissional da cidade continuou com esse nome até dezembro de 1976 quando, atolado em dívidas, e quase falido, foi obrigado a mudar de nome para fugir das cobranças e ameaças de penhora. Na oportunidade, Altamirando Negrão de Palma assumiu a presidência do clube e, junto de outros três diretores, Geraldo Marcolongo, Sérgio Ângelo e Pedro Yves Simão, procuraram ajuda na Federação Paulista de Futebol, que fez com que o Esporte Clube São José se transformasse em São José Esporte Clube, mudando inclusive as cores do uniforme e o distintivo. O alvinegro foi substituído pelo azul, amarelo e branco, que são as cores oficiais da cidade. O distintivo também se tornou semelhante ao brasão da cidade de São José dos Campos e a mascote passou a ser a "Águia do Vale".
Campeão da Série A2 de 1980, o time estreou no Paulistão em 1981, realizando uma ótima campanha, que lhe rendeu uma vaga para a Série A do Brasileiro de 1982. Rebaixado em 1983, o time voltou à Série A1 em 1988, chegando às semifinais do torneio. O maior feito de sua história foi o vice-campeonato paulista da divisão maior, obtido em 1989; o São Paulo foi campeão graças a uma vitória por 1 a 0 com um gol contra marcado pelo lateral esquerdo André Luís, no Morumbi, assim como a uma absurda inversão de campo no segundo jogo, o que levou a partida decisiva - que inicialmente deveria ser realizada no estádio Martins Pereira - para a casa do São Paulo, em uma das maiores injustiças já ocorridas no futebol paulista. No ano seguinte, em sua segunda participação na Série A do Campeonato Brasileiro, o clube conseguiu escapar da degola na penúltima rodada da primeira fase da competição; porém, após o término do campeonato, o Vitória conseguiu recuperar no STJD os 5 pontos que havia perdido por escalar um jogador irregular, após muita movimentação nos bastidores, o que acabou decretando o rebaixamento da Águia [3] .
Símbolos
Escudo: Inspirado no emblema da cidade de São José dos Campos, que é semelhante (a diferença está no número de dentes da engrenagem, 12 no escudo do clube contra 13 no emblema da cidade, e o nome do time na faixa branca que representa o rio Paraíba do Sul), o emblema do São José Esporte Clube surgiu com a mudança de nome em 1976, quando deixou de ser Esporte Clube São José. Em 2003, com a terceirização e a mudança de nome para Esporte São José, o escudo mudou também trazendo uma águia dentro do escudo antigo; todavia, em 2005, quando voltou a se chamar São José Esporte Clube, o tradicional escudo voltou.[4]
OS ESCUDOS DO SAO JOSÉ

Mascote: Até 1976 a mascote do São José era a Formiga (mascote adotado por outra agremiação da cidade - o desativado Futebol Clube Primeira Camisa - em homenagem ao clube); a Águia é a mascote oficial do São José desde 1978, na gestão do presidente Laerte Pinto da Cunha. Quando mudou de nome e de cores, no final de 76, o São José havia sido apelidado de "Azulão do Vale". O mascote foi escolhido porque a Águia é um animal de muita garra e que luta até o fim mesmo contra todas as dificuldades.[5]
Estádio
O Estádio Martins Pereira foi inaugurado no dia 15 de março de 1970, com o jogo amistoso entre Atlético/MG e Internacional/RS, vencido pelo time mineiro por 1 a 0. O gol foi marcado por Dadá Maravilha, aos 29 minutos do primeiro tempo.[6] Naquela época, o time da cidade ainda era o Esporte Clube São José, o "Formigão do Vale", de cores alvi-negras. A primeira partida do antigo Formigão em seu estádio foi contra o Nacional de São Paulo, perdendo por 1 a 0, no dia 22 de março de 70. A primeira vitória só aconteceria uma semana depois, contra o Saad de São Caetano, por 2 a 1.
O estádio começou a ser construído em 1968, sacrificando o futebol profissional da cidade, que ficou dois anos desativados. Antes, o "Formigão do Vale" mandava seus jogos no estádio da Rua Antônio Saes, com arquibancadas de madeira e capacidade para cerca de 5 mil torcedores, e que foi vendido para a construção do novo estádio.
O São José Esporte Clube, já com nova ata e novo estatuto, fez seu primeiro jogo oficial no Estádio Martins Pereira em janeiro de 1977, contra o São Paulo, empatando em 0 a 0.
O recorde oficial de público em um jogo aconteceu em 1987, numa partida entre São José e São Paulo, válida pelo Campeonato Paulista: 22 mil pessoas estavam presentes. Todavia, supõe-se que esse recorde foi batido no jogo São José 1 x 1 São Paulo pelo Paulistão-97, onde 19 mil pagantes e aproximadamente 6 mil pessoas entraram de graça, o que daria um público de aproximadamente 25 mil pessoas.
Títulos

Internacionais
Nacionais
Estaduais

Rivais

Os tradicionais rivais da Águia do Vale são o Esporte Clube Taubaté e a Esportiva de Guaratinguetá. Com a extinção dessa última, houve alguns confrontos contra o Guaratinguetá Futebol que ficou 1 ano atuando em Americana com o nome da cidade. O equilibrado confronto contra o Taubaté é chamado pelos torcedores e pela imprensa de Clássico do Vale. [15]

SAO JOSÉ 1950

SAO JOSÉ 1952

SAO JOSÉ 1964

SAO JOSÉ 1967

SAO JOSÉ 1967

SAO JOSÉ 1979

SAO JOSÉ 1980

SAO JOSÉ 1980

SAO JOSÉ 1980

SAO JOSÉ 1980

SAO JOSÉ 1980

SAO JOSÉ 1980

SAO JOSÉ X SAO PAULO EM 1981
TATÁ E DARIO PEREYRA

SAO JOSÉ 1982

SAO JOSÉ 1982

SAO JOSÉ 1988

SAO JOSÉ 1988 rafael, moreira, ditinho, gilson jader, eugenio, andre luiz, joao luiz, dorival junior, pitico, tita, marcos vinicius, ricardo, tonho gil, mane


SAO JOSÉ 1989

SAO JOSÉ 1989 Joãozinho, Marquinhos Capixaba, Juninho Fonseca, Rafael Camarotta, André Luiz, Fabiano; Amarildo, Tita, Toni, Vander Luiz e Marcinho

SAO JOSÉ 1989  jununho bira luiz henrique andre luiz delacir marcelo marquinhos joazinho adam melo pitico tita toni vanser luiz marcinho

SAO JOSÉ X CORINTHIANS 1989

SAO JOSÉ 1990

SAO JOSÉ 1990 
AMAURI CELSO, WANKS E PEU

SAO JOSÉ X SAO PAULO 1991

SAO JOSÉ 1996


SAO JOSÉ 1997

SAO JOSÉ 1997

SAO JOSÉ 1997

SAO JOSÉ 1997

SAO JOSÉ 1998


SAO JOSÉ 1998 

SAO JOSÉ 1998

SAO JOSÉ 1998

LANCE, ZÉ LUIS, NORIVAL, ELISEO

TONI ARTILHEIRO DO PAULISTAO 1989



No hay comentarios:

Publicar un comentario