martes, 13 de diciembre de 2016

FUTEBOL GAÚCHO

FUTEBOL  GAÚCHO

O RIO GRANDE DO SUL NO BRASIL

PRINCIPAIS CIDADES GAÚCHAS

O Campeonato Gaúcho de Futebol, conhecido como "Gauchão", é disputado anualmente no estado do Rio Grande do Sul, sendo um dos mais antigos do Brasil. Iniciou-se em 1919, por iniciativa da recém-criada FRGD (Federação Rio-grandense de Desportos), então presidida por Aurélio de Lima Py. Desde então, o Campeonato Gaúcho só não foi disputado nos anos de 1923 e 1924, devido à Revolução Federalista [1] .
Nos anos 1940, com a profissionalização do futebol do estado, a FRGD dividiu-se, e o Campeonato Gaúcho passou a ser organizado por sua sucessora específica, a FRGF (Federação Rio-grandense de Futebol), que só na década de 1960 ganhou sua denominação atual de FGF (Federação Gaúcha de Futebol) [2] .

O Campeonato Gaúcho de Futebol, conhecido como "Gauchão", é disputado anualmente no estado do Rio Grande do Sul, sendo um dos mais antigos do Brasil. Iniciou-se em 1919, por iniciativa da recém-criada FRGD (Federação Rio-grandense de Desportos), então presidida por Aurélio de Lima Py. Desde então, o Campeonato Gaúcho só não foi disputado nos anos de 1923 e 1924, devido à Revolução Federalista [1] .
Nos anos 1940, com a profissionalização do futebol do estado, a FRGD dividiu-se, e o Campeonato Gaúcho passou a ser organizado por sua sucessora específica, a FRGF (Federação Rio-grandense de Futebol), que só na década de 1960 ganhou sua denominação atual de FGF (Federação Gaúcha de Futebol) [2] .
POA - PORTO ALEGRE CAPITAL DO ESTADO

SAO MIGUEL DAS MISSOES- RUINAS JESUÍTICAS

Lista de campeões

Ano    Campeão    Vice-campeão    3º colocado    4º colocado    Artilheiro
1923 O Campeonato Gaúcho não foi realizado no biênio 1923—1924 por conta da Revolução de 1923.  
1924                                                                                                                                  
1928 Americano-RS   Bagé Gaúcho  Guarany de Rosário Joãozinho Americano-RS  (?) Gols
1930 Pelotas  Grêmio Novo Hamburgo — Marcial  Pelotas (?) Gols
1932 Grêmio  Pelotas Santa Cruz 14 de Julho Artigas Pérez Grêmio  (?) Gols
1951 Internacional  Pelotas Rio Grande— Canhotinho Internacional (?) Gols
1957   Grêmio  Bagé Rio-Grandense-RG  Santa Cruz Cabral/Hercílio/Toquinho Bagé/Grêmio/Grêmio 2 Gols
1959 Grêmio Farroupilha Santa Cruz Cruzeiro-SG Juarez/Gessy Grêmio (?) Gols
2016 Internacional Juventude Gremio Sao José  Heliardo (Sao José) 8 goles

BEBETO (CAXÍAS), FLAVIO (PELOTAS), ALCINDO (GREMIO), DARIO (INTERNACIONAL)

RENNER 1954


O Campeonato Gaúcho de Futebol de 1919 foi a primeira edição da competição no Estado do Rio Grande do Sul. A fórmula de disputa era a seguinte: os clubes foram divididos por regiões. Os campeões citadinos disputavam os regionais, e os campeões das fases regionais jogariam entre si no Campeonato Gaúcho para definir o título. O campeão foi o Brasil de Pelotas.
O primeiro Campeonato Gaúcho da história previa a participação de equipes de diversas regiões do Estado. Entretanto, por terem perdido o prazo de inscrição de seus atletas, os representantes de São Leopoldo (Nacional), Bagé (Guarany), Cruz Alta (desconhecido), Uruguaiana (Uruguaiana) e Santana do Livramento (14 de Julho) foram eliminados. Restaram para a final somente os representantes de Porto Alegre e Pelotas.
O representante de Porto Alegre foi definido através do Campeonato Citadino de Porto Alegre, do qual participaram Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Porto Alegre, São José e Tabajara. O Grêmio foi o vencedor. O outro participante foi definido pelo Citadino de Pelotas, disputado pelos seguintes clubes: Brasil, Guarany, Ideal; Pelotas, Rio Branco e União. O Brasil foi o vencedor.
No dia 8 de novembro, véspera da decisão, a equipe pelotense desembarcava em Porto Alegre, a bordo do Vapor Mercedes, para a disputa da final do Estadual. A delegação, chefiada pelo seu presidente, o Coronel Manoel Simões Lopes, ficou hospedada no Hotel Paris, na capital gaúcha. No dia seguinte, às 16 horas, o primeiro Campeonato Gaúcho era decidido no Estádio da Baixada, pertencente ao Grêmio. A arbitragem ficou a cargo de Oscar Fontoura, pertencente ao Sport Club Cruzeiro. O Brasil goleou por cinco a um e sagrou-se campeão.
Antes de voltar para Pelotas, dois dias depois, o Brasil disputou uma partida amistosa contra a Seleção de Porto Alegre, e empatou em três a três. No desembarque em Pelotas, milhares de torcedores foram até o porto da cidade para recepcionar a delegação do clube. Houve queima de fogos e uma passeata até a Praça Cel. Pedro Osório, onde foram prestadas homenagens ao primeiro campeão gaúcho da história do futebol.
O título gaúcho obtido pelo Brasil resultou em um convite da CBD para a disputa do Torneio dos Campeões Estaduais, realizado em 1920, no Rio de Janeiro
FINAL
Grêmio 1 – 5 Brasil Baixada, Porto Alegre 16:30 (UTC-3) Máximo  28'Relatório Proença 12' 49' 71' Correa 29' Alvarizza 52'


TIME DESCONHECIDO - ANOS 20

GREMIO NOS COMECOS DO SÉCULO

O Campeonato Gaúcho de Futebol de 1920, foi a segunda edição da competição no Estado do Rio Grande do Sul. Novamente foi repetida a fórmula do ano anterior, fases regionais e finais envolvendo os campeões. A fase final da competição foi toda disputada em Pelotas (em homenagem ao Brasil, primeiro campeão estadual[1] ), todos contra todos, em turno único. O campeão foi o Guarany de Bagé.
Para participar do campeonato, o Grêmio, campeão citadino de Porto Alegre, teve de superar o Nacional de São Leopoldo e o Juventude na disputa da primeira região esportiva do Estado. Na primeira partida, o Juventude goleou o Nacional por 4 a 1. No confronto seguinte, Grêmio e Nacional empataram em um tento. No último jogo, o Grêmio bateu o Juventude por três a zero e sagrou-se campeão da primeira região.
Pela segunda região, disputaram Guarany de Bagé, São Paulo de Rio Grande e Ideal de Pelotas, sendo vencedor o clube bageense. Porém, a Liga Pelotense de Foot Ball protestou junto à Federação, argumentando que jogadores do Guarany teriam disputado a "Liga Uruguaya" daquele ano. O recurso pelotense não obteve resultado.
Na terceira região, o único clube filiado à Federação Rio-Grandense de Desportos era o Guarany de Cruz Alta. No final de setembro, a entidade enviou um telegrama ao clube, convidando-o a participar do certame estadual. Porém, o representante do Guarany junto à Federação, Breno Ribeiro, não deu resposta e a terceira região ficou sem representantes.
Antes da definição dos participantes da quarta região, o Grêmio Santanense enviou documentos à Federação que provariam supostas irregularidades na decisão do campeonato de Santana do Livramento. A alegação era a de que o árbitro João Bello encerrou a partida aos 45 minutos do segundo tempo, por não ter seu chamado atendido pelo clube para o início do segundo tempo. O Grêmio Santanense também protestava contra a atuação do jogador Rico De Carlos na equipe do 14 de Julho, por ele ser estrangeiro. Entretanto, a Federação concedeu ganho de causa ao 14 de Julho, que assim pode disputar a vaga da quarta região com o Uruguaiana. No primeiro encontro, empate em três a três. No segundo, o Uruguaiana goleou por cinco a zero e sagrou-se campeão da quarta chave.
FINAL
21 de novembro de 1920 Guarany de Bagé   1 – 0 Uruguaiana     Boca do Lobo, Pelotas Gol: Grecco  Árbitro: Antônio Petrucci Sobrinho
GUARANY DE BAGÉ:
G                                                 Médici                                                                             
Z                                                 Avancini                                                                          
Z                                                 Granja (uruguaio)                                                            
M                                                Olivella                                                                            
M                                                Seixas (uruguaio)                                                             
M                                                Souza Pinto                                                                     
A                                                 Argeu                                                                               
A                                                 Ruival (uruguaio)                                                            
A                                                 Grecco (uruguaio)                                                            
A                                                 Índio                                                                                
A                                                 Fortunato                                                                         
Treinador:

                                                                                                                                            
Títulos por equipe

ESCUDOS DO RIO GRANDE ENTEIRO


Clube                          Títulos                                          Vices
Vices 20 (1936, 1962, 1963, 1964, 1966, 1967, 1968, 1977, 1980, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1993, 1995, 1998, 1999, 2006 e 2010)
Vices 27 (1919, 1920, 1925, 1930, 1933, 1935, 1961, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1978, 1981, 1982, 1984, 1991, 1992, 1997, 2000, 2009, 2011, 2014 e 2015)
 Guarany de Bagé (Bagé) 2 (1920 e 1938)  Vices 3 (1926, 1929 e 1958)
 Juventude (Caxias do Sul) 1 (1998) Vices 6 (1965, 1994, 1996, 2001, 2007 e 2008)
 Bagé (Bagé)                 1 (1925)     Vices 5 (1927, 1928, 1940, 1944 e 1957)
 Pelotas (Pelotas)          1 (1930)   Vices 5 (1932, 1945, 1951, 1956 e 1960)
 Brasil de Pelotas (Pelotas) 1 (1919) Vices 4 (1953, 1954, 1955 e 1983)
Rio-Grandense-RG (Rio Grande) 1 (1939)  Vices 3 (1937, 1938 e 1946)
 Farroupilha (Pelotas) 1 (1935)  Vices 2 (1934 e 1959)
 Grêmio Santanense (Santana do Livramento) 1 (1937) Vices 2 (1939 e 1948)
 Caxias (Caxias do Sul) 1 (2000)  Vices 2 (1990 e 2012)
 Rio Grande (Rio Grande) 1 (1936) Vices 1 (1941)
Americano-RS (Porto Alegre)  1 (1928) Vices 0
  Cruzeiro-RS (Cachoeirinha) 1 (1929) Vices 0
Renner (Porto Alegre) 1 (1954) Vices 0
 São Paulo-RS (Rio Grande) 1 (1933) Vices 0
 Novo Hamburgo (Novo Hamburgo) 0  Vices 5 (1942, 1947, 1949, 1950 e 1952)
15 de Novembro (Campo Bom) 0 Vices 3 (2002, 2003 e 2005)
Guarani de Alegrete (Alegrete) 0  Vices 2 (1922 e 1931)
 Esportivo (Bento Gonçalves) 0  Vices 1 (1979)
 Riograndense-SM (Santa Maria) 0  Vices 1 (1921)
 Canoas (Canoas)          0   Vices 1 (2004)
 Lajeadense (Lajeado) 0  Vices 1 (2013)
FLAVIO, BEBETO, DARÍO E ALCINDO

Títulos por cidades
Cidade                        Títulos                                          Vices
1983, 1984, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996, 1997, 1999, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015)           
Vices 47 (1919, 1920, 1925, 1930, 1933, 1935, 1936, 1961, 1962, 1963, 1964, 1966, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1978, 1980, 1981, 1982, 1984, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1991, 1992, 1993, 1995, 1997, 1998, 1999, 2000, 2006, 2009, 2010, 2011, 2014 e 2015)
Pelotas 3 (1919, 1930 e 1935) Vices 11 (1932, 1934, 1945, 1951, 1953, 1954, 1955, 1956, 1959, 1960 e 1983)
Bagé 3 (1920, 1925 e 1938) Vices 8 (1926, 1927, 1928, 1929, 1940, 1944, 1957 e 1958)
Rio Grande 3 (1933, 1936 e 1939) Vices 4 (1937, 1938, 1941 e 1946)
Bandeira de Caxias do Sul-RS, Brasil.pngCaxias do Sul 2 (1998 e 2000) Vices 8 (1965, 1990, 1994, 1996, 2001, 2007, 2008 e 2012)
Santana do Livramento 1 (1937) Vices 2 (1939 e 1948)
Novo Hamburgo         0  Vices 5 (1942, 1947, 1949, 1950 e 1952)
Campo Bom                0   Vices 3 (2002, 2003 e 2005)
Alegrete                       0    Vices 2 (1922 e 1931)
Bento Gonçalves         0     Vices 1 (1979)
Cachoeira do Sul        0        Vices 1 (1943)
Santa Maria                0           Vices 1 (921)
Canoas                        0              Vices 1 (2004)
Lajeado                       0                  Vices 1 (2013)

KITA / JOCELÍ SANTOS
CLÁSSICO CA-JÚ  ANOS 80

Campeões consecutivos
Octacampeonatos
Heptacampeonatos
Hexacampeonatos
Pentacampeonatos
Tetracampeonatos
Tricampeonatos
Bicampeonatos
CLÁSSICO : BRASIL DE PELOTAS X PELOTAS 1992

Temporadas entre os quatro primeiros colocados
Durante as 94 edições do Campeonato Gaúcho, 53 equipes se figuraram entre as quatro melhores colocações do campeonato. Apenas em cinco edições, Internacional ou Grêmio não conseguiram ficar no G4 do Gaúchão: 1994 (Grêmio em 6º), 1998 (Grêmio em 5º), 2003 (Grêmio em 6º), 2007 (Internacional em 7º) e 2008 (Grêmio em 5º). Dentre as equipes do interior, o Juventude é o clube que mais vezes finalizou o campeonato entre os quatro primeiros.
Pos  Times                                                    Total      Participações  1º   2º   3º   4º
1      Internacional (Porto Alegre)                 70           71                     44  20  3    3
2      Grêmio (Porto Alegre)                          69           73                     36  27  2    4
3      Juventude (Caxias do Sul)                     24           53                     1    6    11  6
4      Novo Hamburgo (Novo Hamburgo)     22           62                     0    5    7    10
5      Caxias (Caxias do Sul)                          21           50                     1    2    7    11
6      Brasil de Pelotas (Pelotas)                     19           51                     1    4    9    5
7      Pelotas (Pelotas)                                    12           53                     1    5    3    3
8      Guarany de Bagé (Bagé)                       11           31                     2    3    2    4
9      Esportivo (Bento Gonçalves)                8             42                     0    1    4    3
10    Bagé (Bagé)                                           7             23                     1    5    0    1

CAMPO DO PINO SANTANA DO LIVRAMENTO
CLÁSSICO GRE-QUA

Maiores goleadas do Campeonato Gaúcho
  • 1976 — Internacional 14 x 0 Ferrocarril
  • 1933 — Grêmio 12 x 2 Universal
  • 1936 — Novo Hamburgo 11 x 0 Botafogo
  • 1926 — Bagé 11 x 1 Atlético de São Gabriel
  • 1977 — Grêmio 10 x 0 Pelotas
  • 1922 — Grêmio 10 x 2 Montenegro
  • 1942 — Internacional 10 x 2 Novo Hamburgo
  • 1978 — Gaúcho 9 x 1 Santo Ângelo
  • 1941 — Internacional 9 x 2 Rio Grande
  • 1964 — Grêmio 8 x 0 Cruzeiro
  • 1968 — Grêmio 8 x 0 Gaúcho
  • 1999 — Grêmio 8 x 0 Lajeadense
  • 2003 — 15 de Novembro 8 x 0 Passo Fundo
  • 2011 — Cruzeiro 8 x 0 Porto Alegre
SIDNEU & SAULZINHO - CLÁSSICO DE BAGÉ 
GREMIO BAGÉ X GUARANI DE BAGÉ

Fatos históricos do Gauchao
 BANDEIRA DO RIO GRANDE DO SUL

  • Em apenas duas edições, o Campeonato Gaúcho não teve nenhum representante da capital, Porto Alegre:
Em 1937, a Associação Metropolitana Gaúcha de Esportes Atléticos (AMGEA), entidade porto-alegrense criada em 1929 e filiada à Federação Riograndense de Desportos (FRGD), dividiu-se em duas facções. Como a entidade era fiel à Confederação Brasileira de Desportos (CBD), rival da Federação Brasileira de Futebol (FBF) e sendo esta favorável ao profissionalismo[9] , Internacional e Grêmio, juntamente com Cruzeiro-PoA, Força e Luz e São José, rompem com a AMGEA e criaram a "AMGEA Especializada" (numa tentativa de profissionalizar o futebol gaúcho), enquanto que Americano e Porto Alegre permanecem fiéis à FRGD. Esta facção ficou conhecida como "AMGEA Cebedense" (devido à sua ligação com a CBD) e seu campeão representaria a capital no Campeonato Gaúcho daquele ano. No entanto, o vencedor da competição foi o Esporte Clube Novo Hamburgo, deixando Porto Alegre sem representantes no estadual.
Em 1939, a "AMGEA Especializada" rompe contrato com a FBF pelo não cumprimento, por parte desta, de promover a excursão de três clubes cariocas ao Rio Grande do Sul por ano. AMGEA Especializada e Cebedense voltam a fundir-se em uma única AMGEA. Esta, porém, demorou em organizar o Campeonato Citadino de Porto Alegre, que só terminou em fevereiro de 1940. Assim, a capital não indicou representantes ao estadual.
  • O Campeonato Gaúcho não contou com nenhum representante da dupla grenal em 4 oportunidades. Em 1928, a capital foi representada no estadual pelo Americano, campeão da Associação Porto Alegrense de Desportos (APAD). No ano seguinte, a dupla se desliga da APAD e funda a AMGEA, com a adesão de outros clubes, sendo o representante de Porto Alegre no Campeonato Gaúcho o Cruzeiro-RS, campeão da APAD. Em 1938, depois de ocorrida a divisão da AMGEA, Grêmio e Internacional ficaram de fora por estarem na “AMGEA Especializada”; o Renner, campeão da “AMGEA Cebedense”, é quem participou da competição no lugar da dupla. E no ano de 1954, o porto-alegrense Renner venceu o campeonato local, que passou a ser chamado de Divisão de Honra, e mais uma vez tirou a dupla grenal da disputa do Campeonato Gaúcho.
  • Em 1930 o Pelotas ganhou seu único título estadual de primeira divisão, tendo sido declarado campeão pelo tribunal esportivo. O Grêmio abandonou o jogo aos 26 minutos do segundo tempo após a marcação do terceiro pênalti a favor do Pelotas. Sem equipe adversária, Martial bateu o pênalti contra um gol vazio e empatou a partida, o empate deu o título ao Pelotas. O Grêmio contestou junto ao tribunal, que deu o Pelotas como vencedor do jogo e do campeonato.
  • O Internacional é o único octacampeão Gaúcho: 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1976.[10]
ESTADIO PEDRO MOURA DE BAGÉ - CLÁSSICO BA-GUÁ (Bagé x Guarani)
BOMBACHA, BOTA E JUIZ A CAVALO

ESTADIO DO VALE DE NOVO HAMBURGO RS

ESTADIO BOCA DO LOBO DE PELOTAS EM 1930

ESTADIO MONTANHA DOS VINHEDOS - BENTO GONCALVES

SEGUNDA DIVISAO
O Campeonato Gaúcho de Futebol - Divisão de Acesso equivale ao segundo nível do Campeonato Gaúcho de Futebol e teve sua primeira edição no ano de 1952. Não ocorreram as edições de 1971 até 1974 e no ano de 1976.
Títulos por Equipe
Clube                                    Cidade                             Títulos                                Vices
Ypiranga de Erechim Erechim                                4 (1967, 1989, 2008 e 2014)               0
Gaúcho                                Passo Fundo                    3 (1966, 1977 e 1984)      2 (1965 e 2005)
Guarany de Cruz Alta Cruz Alta                            3 (1954, 1955 e 1987)      2 (1956 e 1989)
Bagé                                     Bagé                                 3 (1964, 1982 e 1985)      1 (1993)
Esportivo                            Bento Gonçalves            3 (1969, 1999 e 2012)      1 (1981)
Brasil de Pelotas               Pelotas                              3 (1961, 2004 e 2013)      0
São Luiz                              Ijuí                                    3 (1975, 1990 e 2005)      0
Lajeadense                         Lajeado 2 (1959 e 1979) 5 (1955, 1957, 1986, 1997 e 2010)
São Paulo-RS                     Rio Grande                      2 (1967 e 1970)                 3 (1985, 2000 e 2013)
Novo Hamburgo               Novo Hamburgo            2 (1996 e 2000)                 2 (1988 e 2003)
Glória                                  Vacaria                            2 (1988 e 2015)                 1 (2002)
Inter de Santa Maria Santa Maria                          2 (1968 e 1991)                 1 (2007)
São José-RS                        Porto Alegre                     2 (1963 e 1981)                 1 (1996)
Guarany de Bagé             Bagé                                 2 (1969 e 2006)                 0
São José-CS                        Cachoeira do Sul            2 (1997 e 2002)                 0
Avenida                               Santa Cruz do Sul           1 (2011) 4 (1964, 1998, 2008 e 2014)
Rio-Grandense-RG           Rio Grande                      1 (1965)                              2 (1963 e 1984)
Armour                               Santana do Livramento 1 (1980)                              1 (1975)
Nacional de Cruz Alta    Cruz Alta                         1 (1957)                              1 (1959)
Palmeirense                       Palmeira das Missões    1 (2001)                              1 (1995)
Pelotas                                 Pelotas                              1 (1983)                              1 (2009)
Passo Fundo                       Passo Fundo                    1 (1986)                              1 (2012)
Tamoyo                               Santo Ângelo                   1 (1960)                              1 (1970)
14 de Julho-PF                  Passo Fundo                    1 (1968)                              0
Atlético Carazinho           Carazinho                        1 (1994)                              0
Brasil de Farroupilha Farroupilha                          1 (1992)                              0
Caxias                                  Caxias do Sul                  1 (1953)                              0
Cruzeiro                              Porto Alegre                     1 (2010)                              0
Elite                                      Santo Ângelo                   1 (1958)                              0
Glória de Carazinho        Carazinho                        1 (1956)                              0
Porto Alegre                      Porto Alegre                     1 (2009)                              0
Rio Grande                         Rio Grande                      1 (1962)                              0
Riograndense-SM             Santa Maria                    1 (1978)                              0
Sá Viana                              Uruguaiana                     1 (1952)                              0
Sapucaiense                        Sapucaia do Sul              1 (2007)                              0
Santo Ângelo                     Santo Ângelo                   1 (1995)                              0
Torrense                             Torres                               1 (1998)                              0
Ulbra-RS                             Canoas                             1 (2003)                              0
Veranópolis                        Veranópolis                     1 (1993)                              0
Atlântico                             Erechim                            0             4 (1954, 1958, 1961 e 1962)
Guarani-VA                       Venâncio Aires                0                                           3 (1990, 2006 e 2015)
15 de Novembro                Campo Bom                   0                                           2 (1994 e 1999)
Aimoré                                São Leopoldo                  0                                           2 (1982 e 1987)
Estrela                                 Estrela                              0                                           2 (1960 e 1977)
Santa Cruz-RS                   Santa Cruz do Sul           0                                           2 (1952 e 1983)
São Gabriel                        São Gabriel                      0                                           2 (1980 e 2001)
14 de Julho                         Santana do Livramento 0                                           1 (1979)
Cachoeira                           Cachoeira do Sul            0                                           1 (1978)
Cerâmica                            Gravataí                          0                                           1 (2011)
Farroupilha                       Pelotas                              0                                           1 (2004)
Ferro Carril                       Uruguaiana                     0                                           1 (1953)
Grêmio Santanense          Santana do Livramento 0                                           1 (1991)
Guarany de Garibaldi Garibaldi                             0                                           1 (1992)
Uruguaiana                        Uruguaiana                     0                                           1 (1966)

O CLÁSSICO CA-JU DO PORCO 1977

CLÁSSICO DA CIDADE DE BAGÉ

PAULO SANTANA FÁNATICO TORCEDOR DO GREMIO PAGANDO PROMESSA COM A CAMISA DO INTERNACIONAL 

ENIO ANDRADE GRANDE D.T COM A CAMISA DO RENNER, TEMPOS DE JOGADOR

O SURPRENDENTE RENNER CAMPEAO GAÚCHO DE 54

SELEÇÃO GAÚCHA DE 1939 brandao, risada, alfeu, marques, miguel, osvaldo brandao, oscar, marne, juvencio, russo, cascao e noronha

SELEÇÃO GAÚCHA DE 1941 FRENTE A SANTA CATARINA

SELEÇÃO GAÚCHA 1983  Batista, Leão, Edevaldo, Mauro Galvão, Casemiro, Borille (Prep. Físico) e Hugo De León.  Renato, Ruben Paz, Geraldão, Cléo e Silvinho

SELEÇÃO GAÚCHA 1972 espinosa schneider ancheta figueroa everaldo carbone valdomiro tovar claudiomiro oberti torino

SELEÇÃO GAÚCHA 1978 Com os uruguaios Francisco "Quico" salomón e Walter Romeo Corbo

SELEÇÃO GAÚCHA 1978

SELEÇÃO GAÚCHA CAMPEA PANAMERICANA 1956

SELEÇÃO GAÚCHA CAMPEA PANAMERICANA 1956

SELEÇÃO GAÚCHA DE 1916

SELEÇÃO GAÚCHA 1962 Laércio, Cláudio, Mauro Freitas, Valdemar, Bugre e Nilson.  Arthur, Leonardo, Jorginho, Paulo Berg,e Marino.

SELEÇÃO GAÚCHA 1940

ANTIGO CLÁSSICO NA CIDADE DE PELOTAS

SELEÇÃO GAÚCHA DE 1972 COM ANCHETA E FIGUEROA

 SELEÇÃO GAÚCHA 1988 (taffarel polaco luis carlos henrique neimar joao antonio claudio freitas cleber rogerinho sabara balalo)

 CIPRIANO SILVEIRA PRIMEIRO GAÚCHO NA SELECAO BRASILEIRA

No hay comentarios:

Publicar un comentario